30 de jan de 2010

De bem com a nova ortografia – hífen



Na postagem de 7 de janeiro, consta que “o hífen não é mais utilizado em palavras que tenham prefixos terminados em vogal seguidos por palavras iniciadas por vogal diferente”. Por exemplo, autoescola.

Mas, lembrem-se, se o prefixo terminar com uma vogal e a palavra seguinte começar com a mesma vogal, aí sim, é necessário o uso do hífen.

Exemplos:

Anti-inflamatório
Arqui-inimigo
Micro-ônibus
Contra-ataque

Caros leitores, por hoje é só!

Até a próxima!

25 de jan de 2010

A palavra é: EMPULHAÇÃO

'Na coluna de Elio Gaspari publicada nos jornais O Globo e Folha de S. Paulo no último dia 5 de Janeiro, havia o seguinte trecho: “O Rio de Janeiro precisa de um choque de ordem. Em pouco mais de 24 horas o governador Sérgio Cabral passou do descaso à empulhação e assumiu uma postura de dragão de festa chinesa para rebater as críticas de que sumira diante das tragédias de Angra dos Reis e da Ilha Grande".

A palavra empulhação vem da junção do verbo “empulhar” com o sufixo “-ção”. Para o contexto acima, seu significado é assim apresentado no “iDicionário Aulete”: (em.pu.lha.ção) s.f.

1. Ação ou resultado de empulhar

2. Bras. Pop. Logro, embuste, mentira, tapeação: Seus argumentos de defesa eram pura empulhação.

[Pl.: -ções.]

[F.: empulhar + -ção.]'

Fonte: www.aulete.com.br (Palavra do dia)

Até a próxima!

21 de jan de 2010

A nova ortografia aparece nos jornais



Só para lembrar, caros leitores, as palavras "voos" e "infraestrutura" estão de visual novo: a primeira perdeu o acento circunflexo e a segunda ficou sem o hífen.

Abraços!

15 de jan de 2010

Série "Óia as placa!"


Fiquei até sem palavras...

10 de jan de 2010

A palavra é: INTERREGNO



'Em dezembro, o piloto alemão de Fórmula 1 Michael Schumacher, sete vezes campeão do mundo, anunciou seu retorno às corridas em 2010, após um interregno de três anos. “Schumi”, como era chamado pelos fãs da escuderia Ferrari, guiará pela equipe Mercedes.

A palavra interregno, que pode ser pronunciada tanto com a vogal e aberta, quanto fechada, tem a sua origem no latim 'interregnum, i'. Seu significado no texto acima pode ser conferido na acepção 1 do “iDicionário Aulete”: (in.ter.reg.no) s.m.

1. Interrupção ou cessação momentânea; INTERVALO: o interregno entre a eleição e a posse.

2. Num Estado monárquico, intervalo durante o qual o trono se conserva vago.

3. Fig. Ausência de governo.

[F.: Do lat. interregnum, i.]'

Fonte: www.aulete.com.br (Palavra do dia)

Até a próxima!

7 de jan de 2010

De bem com a nova ortografia – hífen

Caros leitores, esta é a minha primeira postagem de 2010. Que tal começarmos o ano em sintonia com o Acordo Ortográfico?

Não por acaso, foram apresentadas aqui, primeiramente, as mudanças mais simples e de fácil assimilação. Porém, o momento chegou, apertem os cintos, porque vamos encarar a parte mais duvidosa, mais delicada, mais polêmica do Acordo: o hífen!

É brincadeira, gente! Não se desesperem... Existem algumas regrinhas básicas (podemos consultá-las de vez em quando) que nos ajudam na hora de hifenizar, ou não, as palavras.

Algumas pessoas acham que o hífen foi extinto pelo Acordo, o que não é verdade. Um bom exemplo é o termo “bem-vindo”, que continua a ser escrito com o tracinho unindo as duas palavras.

Para começar, anotem aí: o hífen não é mais utilizado em palavras que tenham prefixos terminados em vogal seguidos por palavras iniciadas por vogal diferente.

Exemplos:

Autoescola
Contraindicação
Extraoficial
Infraestrutura
Neoimperialista
Semrido

Deve-se observar uma exceção: o prefixo “co” (coordenar/cooperar). Nesse caso, embora o prefixo termine com a vogal "o" e a palavra seguinte comece com a mesma vogal, não há separação pelo hífen.

Por hoje é só, mas fiquem conectados. Continuaremos a falar sobre o hífen depois...

Abraços!