18 de dez de 2011

Pensamento do dia


"Você nasce sem pedir e morre sem querer. Então, aproveite o intervalo..."

(Autor desconhecido)

11 de dez de 2011

Café espresso

Outro dia, fazendo um lanche, reparei que na máquina de café estava escrito "espresso" e não "expresso" como a gente vê por aí... Estranharam também?



O jornalista Márcio Cotrim explica a origem do termo:
Essa maneira de preparar o café não vem, como se poderia supor, do inglês express, rápido. A origem do café cremoso é o italiano caffè espresso, e este do latim espressu, espremido, comprimido. Os italianos deram tal nome a essa forma de preparar o café porque nela existe compressão da água fervente por meio dos grãos moídos. Seja como for, o café continua sendo uma das bebidas mais degustadas no mundo, símbolo de cordialidade e do bom convívio. O momento de passar o café é sempre recebido com prazer, a qualquer hora do dia ou da noite.
Caros leitores, quem é do interior, como eu, sabe que por lá é muito comum tomar café nas casas de quem a gente visita. Não aceitar é quase uma desfeita (ou uma deselegância, como diria a jornalista Sandra Annenberg). Uma vez resolvi visitar vários parentes na mesma tarde. Resultado: muita conversa boa e muito, muito café, daqueles preparados em coador de pano, com gostinho e memória da infância. Sem falar nos biscoitinhos feitos na hora, nos pães-de-queijo, nas broas de milho... Como recusar?

Abraços!

4 de dez de 2011

"Quem é quem"

'O quem é pronome elitista. Adora gente. E só gente. Sempre que aparece, fala de pessoas. Quer exemplos? Veja: Quem chegou? Não sei quem chegou. Foi Maria quem chegou?

Simples assim. Mas o mundo é cheio de maldade. Ou de descuidos. Com frequência, as pessoas sem coração agridem o quem. Uma das violências é empregá-lo em frases como estas: Foi o Ministério da Fazenda quem recebeu a atribuição. É a UnB quem divulga o número de vagas adicionais do próximo semestre.

Observou o tropeço? Entidades não são pessoas. Por isso construções como essas comprometem a reputação até de Deus. A boa forma recorre ao pronome que: Foi o Ministério da Fazenda que recebeu a atribuição. É a UnB que divulga o número de vagas adicionais do próximo semestre.

Há outra violência pra lá de comum contra o quem. Volta e meia ele aparece em textos acompanhado da preposição a. Disfarçado. Como quem não quer nada: O Senado Federal, a quem compete autorizar empréstimos externos, é composto de 81 membros.

Ops! O Senado Federal não é pessoa. O quem fica longe dele. Xô! O que fazer? É vez do pronome o qual: O Senado Federal, ao qual compete autorizar empréstimos externos, é composto de 81 membros.

É isso. Lembre-se sempre: o pronome quem é fiel. Só gosta de gente.'
Caros leitores, essas dicas foram extraídas da coluna da professora Dad Squarisi, no jornal Estado de Minas de 30 de novembro.

Abraços!